Conheça os principais tipos de lapidações



O processo de lapidação evidencia a beleza das pedras, na maioria das vezes, pois é através da lapidação que se constroem as facetas, as quais refletem a luz, provocando o brilho que tanto nos encanta. Antes disso, no estado bruto, elas podem até passar despercebidas pela maioria.


Atualmente, as lapidações mais populares no mundo da joalheria podem ser divididas em duas grandes categorias: as facetadas e os cabochons (ou cabochão).


Cabochon é um talhe simples usado para exibir as cores e os efeitos óticos de pedras preciosas. A parte superior é lapidada de forma arredondada, e a inferior é plana ou levemente convexa. Comumente achado em pedras como opala, pedra da lua, ágatas, turquesa, malaquita, olho de tigre e labradorita.


Muitas pessoas chamam diamante de brilhante sem saber exatamente o verdadeiro significado da palavra. Brilhante é um tipo de lapidação, não restrita ao diamante. De formato redondo, suas exatas 57 facetas asseguram que o máximo de luz seja refletido, criando brilho em todos os ângulos da joia. Um brilhante, então, é um diamante redondo com 57 facetas, considerado o diamante clássico. Mas podemos ter também um Rubi, Safira ou Citrino lapidação brilhante.


Para cada um dos tipos de lapidação existe uma série de formas e contornos: redonda, ovalada, triangular, hexagonal, baguette, navette, entre muitas outras. É importante não confundir tipo de lapidação com formato, pois duas gemas de mesma origem podem ter cortes e formatos distintos. Por exemplo: um diamante com formato quadrado e lapidação princess e outro com forma de gota e lapidação brilhante.



0 comentário

Posts recentes

Ver tudo