PERMITA SUA ESSÊNCIA AFLORAR

Atualizado: 7 de nov. de 2021

Vamos falar de nós?


Mulheres, o que falar delas? Amorosas, mas às vezes nem tanto. Intensas, às vezes tanto faz.

Seguras, mas frequentemente temendo a opinião de outros. Livres, por vezes se limitando a

princípios alheios. Determinadas, se questionando sobre o que se pode ou não fazer.


Sim, somos essa mistura antagônica e tudo bem! Mar tranquilo nunca fez bom marinheiro.


Tudo começou assim, com uma menina metade moleca metade vintage vaidosa, querendo

criar coisas belas que fizessem a mulher se sentir poderosa! Então nasceu a Aya Joias.


Cuidar do nosso interior é crucial, e ele reflete diretamente no nosso exterior. Mas tem dias

que nos sentimos na lama, sugadas pelo sofá, pequenas e sonolentas. E nesses momentos,

cuidar do externo faz a alavanca para nos reerguermos e brilharmos internamente! Tomamos

um banho, deixamos o cabelo lindo, colocamos aquela roupa, damos aquele brilho no rosto e

instantaneamente nos sentimos melhor!? E é aí que entra o poder das joias e acessórios.


Já parou para observar como você se sente quando coloca joias? Qual é seu estilo e se às vezes você flutua entre todos eles? O que sente quando olha para outra mulher e tem vontade de usar o que ela está usando, talvez para se sentir como ela está se sentindo?


Eu? Vamos começar comigo. Eu acho o maior charme quando vejo uma mulher com cabelão

solto, óculos escuros, uma camisa branca e muito dourado, várias pulseiras, correntes e anéis

grandes. Eu também acho chiquérrimo olhar outra com coque baixo lambido, tailleur e um

pelo par de brilhantes na orelha.


Ué, mas são estilos totalmente diferentes. Sim, e quem disse que você não pode ser os dois e deve se definir para todo o sempre?


Vamos aos detalhes sobre como ela usa os anéis. Normalmente anéis no dedinho e no anelar

juntos me passam charme, auto confiança quase despretensiosa. Como se ela nunca tivesse

visto alguém usar, simplesmente sentiu que gosta de usar anéis ali e ter aquele estilo, algo

inato. Anéis no indicador e dedão me passam um estilo mais forte, determinado, algo que foge do delicado, sem deixar de ser feminino.


A estética tem tudo a ver com a intuição. Ela não parece palpável mas indiretamente ela é,

porque é em cima da intuição que fazemos escolhas do tipo “esse colar comprido vai ficar bom com esse vestido” “preciso de mais anéis nessa mão” “vou prender o cabelo”. Claro que existe a intuição para os sentimentos e pensamentos, mas podemos fazer um link direto com a parte externa. Muitas vezes é da intuição que você começa a se conhecer, e se conhecendo, você começa a entender seu(s) estilo(s). As vezes coloca uma roupa e um sapato e pensa “credo, nada a ver” mesmo sem ter estudado moda ou imagem, isso é sua intuição. Temos muitos estilos e Aya tenta fazer peças que naveguem dentro de todos.

Esse é o legal da moda, é a liberdade de expressão. “Ah eu não gosto, nem sigo, nem consumo moda”. Mentira, você só não sabe. Uma coisa é consumir alta costura, mas moda todo mundo consome. Se você compra Gucci, Prada e MiuMiu, você segue moda. Se você faz compras em brechós, você segue moda. Se você usa roupas herdadas da sua avó, você também segue moda. “Mas eu gosto só de camiseta branca, jeans e havaianas”. Lindo, mas isso já diz muito sobre sua personalidade, sobre seu estilo, sobre a sua expressão. E isso é moda. Só o fato de você falar Havaianas e não “chinelo de borracha” já dá para perceber o quão forte é a moda da Havaianas, foi na época e ainda é uma febre.


É muito comum ouvir que moda é uma futilidade, eu mesma já pensei e falei muito isso. Eu

achava que era algo material, totalmente externo, com preço e etiqueta. E aí veio aquela coisa maravilhosa, impactante e de graça que chama conhecimento, e mudou minha mente da água pro vinho.

Escute tua intuição. Expresse sua moda. Seja você!

Por Gabriela Pitliuk Criadora e designer da Aya Joias, apaixonada por pessoas, por arte e pela história delas.

2 comentários

Posts recentes

Ver tudo